A segunda edição das “Conversas APAN” está disponível on demand

A segunda edição das “Conversas APAN” está disponível on demand
16/12/2021 Ana Grácio

A segunda edição das “Conversas APAN” está disponível on demand Este Natal, oferecemos acesso livre à segunda edição das Conversas APAN, com D. José Tolentino. Para ver, ou rever, toda a sessão que contou com uma das mentes mais inspiradoras do nosso tempo basta entrar no APAN Future Lab.

Melhor Crescimento, Melhor Sociedade, um Mundo Melhor” foi o mote para o Cardeal Português nos falar do desafiante conceito de “contrabalançar”. Contrabalançar os momentos de prontidão e servidão, com os momentos de ócio e vazio, “fundamentais para uma reflexão maior”. Contrabalançar os momentos de cumprir objetivos com os momentos de acreditar e resistir. Contrabalançar o profissional com o pessoal. Redescobrir o verbo “contrabalançar” ajudar-nos-á a sermos melhor pessoas e consequentemente teremos um mundo melhor e uma sociedade melhor, onde o crescimento será mais justo e equilibrado.

Para além da riquíssima reflexão de D. José Tolentino, as Conversas contaram com um painel de luxo que alimentou o debate que se seguiu. Moderada pela jornalista Graça Franco, sobre o tema “Visões e Caminhos para um Mundo Melhor“. O elenco que protagonizou este painel de debate incluiu líderes de quatro nomes de relevo em Portugal: João Ferrão, investigador e coordenador do Grupo de Investigação “Ambiente, Território e Sociedade”, João Pedro Tavares, Managing Director da StormHarbour, Pedro Bidarra, escritor e Founding Partner da Wengorovius & Bidarra e Catarina Barradas, Diretora de Marca EDP.

Para dar resposta ao desafio de D. José Tolentino, Pedro Bidarra apresenta uma visão oposta e defende que todo o processo criativo é processo de produção e que estes não são separáveis. Concorda com o Cardeal na medida em que acredita que há lacunas em dois aspetos da sociedade portuguesa: bom senso e leitura. Já João Pedro Tavares aproveitou para refletir sobre as palavras de D. José Tolentino do ponto de vista das marcas e das organizações, e refere que o cargo de liderança não pode ser um cargo de tirania, mas sim de respeito e de coparticipação. Catarina Barradas fala sobre a exigência do consumidor, que é cada vez mais conhecedor e, por isso, a mentira das marcas não é sustentável, pelo que os compromissos a que se propõem devem ser realmente cumpridos. Por sua vez, João Ferrão toca no tema de mudança epocal introduzida pelo Cardeal, defende que, enquanto sociedade, temos um legado que exige uma gestão inteligente para podermos avançar e evoluir em conjunto.

A segunda edição das Conversas APAN está agora disponível, na íntegra e com acesso livre, na plataforma APAN Future Lab.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*